Super Amibos 36 – Star Wars: O Despertar do Biquíni (com Marcela Versiani)

Biquínis! Biquínis são muito polêmicos! E é por isso que trouxemos Marcela Versiani (concept artist da Black River Studios) para discutir sobre o suposto posicionamento da Disney em abandonar o marketing em cima da Slave-Leia, em favor de um mundo com menos exploração da mulher.

Além disso, discutimos o trailer de Preacher, o spin-off de Harry Potter, o filme de Witcher e muito mais!

DOWNLOAD DO PODCAST

Feeds

Assine os nossos feeds pelo iTunes ou seu agregador favorito!

Instale nossos Apps!

googleplay logo MS store logo.fw

Contato

Você pode enviar um e-mail para superamibos@gmail.com ou nos fazer perguntas no ask.fm/superamibos

Links

Participantes

Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone
  • Para a alegria (ou não) da Marcela, está prestes a ser lançada uma peça que uma história de um dos filhos do Harry Potter: http://www.harrypottertheplay.com/

    • Henrique Tavares

      Eu ainda estou confuso em quem a peça vai se focar, se afinal o nome ainda é “Harry Potter e a…”

      • Pelas notícias que li era sobre o filho mais novo do Harry, que tem o INCRÍVEL nome de “ALBUS SEVERUS POTTER”

        • Henrique Tavares

          Com um nome desses, não é difícil descobrir quem é a criança amaldiçoada…

        • Everardo Feres

          Albus em homenagem ao Albus Dumblendore
          Severus em homenagem ao Severus Snape
          Escroto, mas faz sentido. rs

  • Victor Bastos

    Jone, o nome do biólogo da Eliana era Sérgio Rangel.

  • Dudley_o_Boxista

    Essa parada da Leia, talvez a Disney esteja até certo ponto certa em.desvincular a imagem. E apesar de achar muito bacana esse movimento do anti-machismo Nerd, vejo uma galera pegando qualquer coisa e desmerecendo o resto da obra por causa de um momento ou uma coisa. Não joguei ainda o MGSV, mas teve até a parada da Quiet que todo mundo caiu em cima, desconsiderando totalmente que era o mesmo cara que criou a The Boss.
    The Walking Dead eu larguei na segunda, queria uma adaptação fiel ou algo totalmente diferente com outros personagens como foi o jogo da Telltale.
    No mais, a participação da Marcela ficou muito legal, ela introsou legal com vocês. Chamem mais vezes.

    • Eu não sei, eu fico BEM dividido falando disso tudo…
      Se por um lado eu não condeno 100% do ponto de vista do plot do filme – ok, ela foi capturada, foi usada como escrava “sensual” (não consigo imaginar o Jabba usando ela de escrava sexual), o que faz sentido do ponto de vista de um vilão do perfil do Jabba – traficante, montado num império de luxo, etc… Seria criminoso cortar isso de edições futuras do filme.

      Por outro lado sinto que é válida a atitude da Disney em abolir a exploração dessa imagem como item de marketing, principalmente pelo contexto e como ele é absorvido pelos fãs.

      Eu li uma opinião bem interessante sobre isso tudo e meio que concordo com ela – se a Leia estivesse usando aquele mesmo biquíni num contexto de “festa”, “lazer”, etc, não teria tanto problema (para a pessoa dessa opinião e para mim). Mas se a própria interprete da cena se sente desconfortável com ela hoje e a Disney concorda em rever a comercialização deste momento como item de marketing, acho completamente válido por parte dela decidir o que vai ou não vender.

      Sobre a Marcela, curti muito a presença dela aqui também, é uma participação que queríamos no programa já há algum tempo e com certeza a chamaremos de volta!

      • Victor Bastos

        A Versiani seria pik num futuro SAC Extra de Fallout 4, ela entende TUDO de Fallout.

        fikdik

        • Everardo Feres

          Mais ou menos né? Sobre o 1 e o NV. E ainda assim, deu umas derrapadas falando sobre eles na época do Drink n’ Play.

        • Everardo Feres

          Mais ou menos né? Sobre o 3 e o NV. E ainda assim, deu umas derrapadas falando sobre eles na época do Drink n’ Play.

          • Victor Bastos

            Escorregar não é cair, é só um jeito que a perna dá.

      • Dudley_o_Boxista

        Eu também acho que pelo contexto, no filme se justifica. Mas é isso que você falou, é complicado, ao mesmo tempo que parece uma censura, parece o mais certo a ser feito.

  • Henrique Tavares

    Vou ter que dar uma bela corrigida na Marcela, mas ela cagou regra. A Rowling já tá trabalhando em outra série

    Ela já está no terceiro livro do novo personagem dela, chamado Cormoran Strike. São romances policiais, bem detetivescos, e a gente podia ver em HP que ela leva muito jeito pra isso. Aliás, ela escreve com um pseudônimo, e ficou muito putassa da cara quando revelaram que era ela, processou o cara e tudo, que ela doou tudo. Ela tava muito feliz de trabalhar anonimamente. E os livros tão sendo bem avaliados, ela tá bem feliz com isso e espera fazer trabalhar neles por muito tempo e a BBC quer transformar em série. Eu realmente estou bem curioso para ler essa série e tô bem feliz por ela.

    • Acho que “não conhecer algo” não configura como “cagar regra”… Ela chegou a se surpreender quando foi falado sobre o livro “não-harry potter” da JK, então é realmente algo que não apareceu no radar dela…

      De qualquer forma, obrigado pelo complemento da informação! 🙂

      • Henrique Tavares

        Pois é, mas aí está a diferença entre não saber e falar o que não sabe.

        • A JK escrevia com pseudônimo, como você mesmo disse… é normal as pessoas não saberem. Eu mesmo descobri isso a pouco tempo, e já vi varias vezes esses livros dela nas lojas.

        • diegogc

          “Aliás, ela escreve com um pseudônimo, e ficou muito putassa da cara quando revelaram que era ela”
          por favor, nenhum de nós aqui é especialista e acompanha a escritora a ponto de saber disso. O que saiu na midia assinado por ela, foi o q falamos… se foi assim “eu caguei regra tb”

          • Henrique Tavares

            Então, você simplesmente não sabia, e eu também não sabia até semana passada, mas não tava falando “ai, tem que fazer outra coisa além de de mamar nas tetas de HP”. Mas enfim, ela só tava errada, normal, não tô culpando ela de nenhum crime.

  • Henrique Tavares

    Sobre o filme do Animais Fantásticos, dos personagens que foram revelados, está surgindo uma boa teoria de que a vilã vai ser uma trouxa. Nos EUA há bastante conflito entre bruxos e trouxas, e ela vai ser uma espécie de Voldemort aos avessos, pois ao contrário da hegemonia bruxa sobre os trouxas, ela pode querer a supremacia dos sem-magia. Essa tensão entre os dois mundos vai ser mais evidente, ao que tudo tá indicando.

    Também espero um filme bem aventura, e eu esperava algo bem road movie, mas parece que vai se passar inteiro em Nova York quando um dos bichos do Newt fugir da maleta mágica dele. Tá meio ghostbusters demais para o meu gosto. Queria algo mais rural em vez de algo totalmente urbano, mas ainda assim tô animado em voltar a ter hype com esse universo.

  • Atos Ferreira Machado

    Eu sinceramente não consigo entender essa hipocrisia ocidental de considerar tudo que é sexualizado como algo ruim. Concordo que é ruim reduzir uma personagem como a Leia a um mero biquíni, mas acho isso não por causa da “objetificação da mulher”, mas porque a personagem é muito mais que isso. Se a personagem se reduzisse somente a isso, ela seria no máximo uma personagem ruim, por ser mal aproveitada na trama. E essa crítica vale para qualquer personagem, não importando qualquer outra característica que ela se resume. É incrível como as pessoas tentam falar sobre isso sem soar extremamente puritanas, como se expor o corpo, ser sensual e até ganhar a vida com isso as tornam-se seres piores. A única coisa que eu consigo concordar é com o fato que se a Carrie Fisher não quer a imagem dela ligada a isso, pois querendo ou não é o rosto dela que fica impresso.

  • Alex Amaro

    Fiquei tri empolgado pra baixar o jogo que a Ma trabalhou, no fim meu celular não suporta, vou dar uma estrela XD

  • L.

    Foi essa gostosa ai que deu um pé na bunda do chato do Caio Corraine?

  • L.

    Tá vendo Caio mulher gosta de homem que as domine e não bichinhas feministas e sensíveis que nem tu.

  • Lone Player

    Acho que o He-man também é objetificado, sumam com essa imagem dele. Chega de He-man, dêem mais valor ao príncipe Adam.

    Quanto à dublagem, acho que estão protegendo demais a tal da dubladora. Fruto da panela de pseudo-celebridades. Afinal, criticar a Pitty antes do resultado final, pode. Afinal, ela é uma pessoa pública e merece todo o haterismo dessa sociedade hue br.

    No mais, faltou falar sobre essa notícia: https://br.vida-estilo.yahoo.com/post/132671086675/n%C3%A3o-existem-mulheres-h%C3%A9tero-apenas-homossexuais

    Abraço!

    • Verdade, somos todos feminazis corporativistas.
      Um beijo

  • Everardo Feres

    Não sei não, acho que vocês deram uma exagerada quanto ao Preacher. O trailer é fraco sim, mas quando o trailer mostra muita coisa vira e mexe nego reclama também. Pode ser ruim sim, mas vou esperar pra ver. Preacher é foda.

    Sobre “Animais fantásticos…” eu só quero ver se vão mostrar um Nundu. Se aparecer já tô satisfeito.

    Quanto a Leia, porra, claro que a Disney faria isso. Empresa hipócrita é assim mesmo. Muito bem citada a Jasmine, que passa por algo muito parecido. E a Ariel, que é um fetiche ambulante?! Enfim, tão dando mais foco pro assunto do que deveriam. Pra mim a Carrie Fisher tá é com medo da Daisy Ridley tirar o posto de musa da franquia, que é dela até então, e por isso fez esse comentário. Todo mundo no meio sabe que ela curtiu pra caralho pagar de mulherão na época.

    Sobre Witcher, acho que o Gerard Butler daria um bom Geralt.

  • daniel araujo

    Sinceramente fico bem dividido quando vejo essa “polêmicas” envolvendo feminismo e cultara pop/nerd, li em alguns sites que a própria Carrie Fisher tinha pedido para criarem um visual mais sexy para sua personagem mas, se hoje em dia ela se sente tão ofendida pelo que aquela cena se tornou acho bem justo essa posição da disney, de não fabricar mais esses brinquedos além de ser uma puta jogada de marketing podendo transforma a princesa leia em uma personagem “100% disney”, por outro lado vi alguns vários comentários de feminista mais radicais dizendo que,isso não adianta que deveriam tirar a cena do filme que Star Wars é machista, e bla bla bla bla bla, sério feministas “agressivas”? Vocês querem excluir uma obra tão foda com uma personagem tão BadAss como a leia por uma cena? que não foi ofensiva nem para Carrie Fisher na época? querem chegar ao ponto de editar um filme de 30 anos atras por UMA cena?

    Por isso fico tão dividido quanto a esses movimentos “”feministas/sociais”” pois ja vi isso acontecer diversas vezes pegam um filme ou um livro por exemplo de 20 ou 30 anos atras considerados clássicos e pregam que aquilo é um lixo que não serve pra nada que não ensina nada, só ensina a ser machista opressor bla bla bla bla.

    Gostei muito da participação da Marcela no programa chamem-na mais vezes :D.

    • É meio que o que eu disse no programa – mesmo achando uma atitude válida da Disney evitar a exploração comercial da imagem da Slave-Leia (minha opinião), quaisquer que sejam os motivos dela, seria totalmente condenável reeditar o filme para tirar as cenas. Mas não acho que isso vá acontecer – e se eles pensarem em fazer isso um dia, rolaria um backfire tão gigante que eles teriam que voltar atrás.

  • Só pra saber, a boneca da Slave-Leia era do tipo japonesa?
    Daquelas com roupas removíveis e partes maleáveis.
    Acho que a Disney sacou que mais pessoas podiam fazer um ensaio sensual com a roupa da Slave-Leia, lembro que vi essa noticia neste mesmo site.

    • Acho que a referência é a qualquer action figure que envolva a personagem em bikinis… desde as mais realistas aos modelos de Lego..

  • ednaldofilho

    Muito boa a participação da Marcela, acrescentou muito ao Cast. O jogo dela parece ser muito bom, darei 5 estrelas, mas se não rodar no meu celular…rsrs

  • gordinho do baixaki

    Só vim pra ouvir a Marcela…se juntar os outros participantes, dá o peso de 8 mas não dá o caráter de 1…principalmente o Tcheco…esse ai afunda o podcast

  • Rafael Bard

    Serio, eu queria lembrar dos filmes de Star Wars o suficiente para comentar sobre a princesa Leia. O que eu lembro muito bem é que eu era criança e amava os Ewoks hahahah
    Sem contar que eu adorava também o Boba Fett também mas lembro pouca coisa e ainda vou assistir tudo de novo.

    Sobre o Pachinko, eu to imaginando como deve estar a Konami agora, tipo “fodemos um jogo, fizemos um alvoroço imenso….pra se foder logo depois”. Talvez nem se fodam tanto assim porque no Mobile a coisa ta bonita, mas eles vão enfiar os pachinko onde não bate sol pelo menos.

    Mas peraí Diego, a SNK não tem como bancar uma produção como a da Arc. Principalmente de Guilty Gear. Se seguisse na linha de Blazblue seria lindo demais. Aliás nem o GG precisava de tanto, com movimentos 3D e bla bla bla. Isso tudo é firula pra impressionar. Mas como um amigo meu disse, se eles reaproveitassem alguns sprites já ia ficar de boa.

    Quanto a Flávia, o Jone deve ter lido o meu comentário lá na IGN, mas é isso aí, não gosto da Flávia, não suporto os fanboys dela…prefiro a Pitty hahahaha

    Mas na real, falando bem sério mesmo, esses problemas que vocês citaram quanto a localização não ocorrem só com voz mas com texto a um tempão. Um exemplo disso foi o MK9 e um tempo depois o Resident 6 também veio com muita coisa zoada. E depois de vermos por aí muitas traduções boas, ainda hoje em dia temos uns probleminhas assim, como em Metal gear em que algumas frases do modo história ou até mesmo algumas falas do MGO ficaram muito fora do contexto e só servem pra se comunicar com quem está lendo/ouvindo em inglês.

    E ficou demais esse final “Alexandre, que tem o pipoquinho” (8) auhauhauh

    • Fun fact: Conversando com um amigo essa semana, ele me disse que a ideia do Retorno de Jedi era ter um planeta de Wookies… Mas como era BEM mais caro, optaram por fazer um planeta de bichinhos menores e atores anões.

      • Rafael Bard

        Hahahhahaha foda!
        Eu curto muito os ambientes de Star Wars porque tem muitas raças interessantes. É o tipo de ambiente que é bem inspirador na minha opinião.

  • Rafael Bard

    Voltando aqui depois de assistir os filmes, eu discordo da Marcela quanto a Slave Leia. Eu vejo aquela cena muito mais como humilhação para a Leia do que algo para torna-la uma mulher. Porque ela sempre foi uma mulher forte, corajosa e uma ótima líder. Ela até podia esperar alguém soltar ela, mas o instinto corajoso dela e a revolta por conta da humilhação falaram mais alto e ela matou o Jabba.

  • Pingback: Super Amibos 39 - Os biquínis orientais de Dead or Alive | Super Amibos()