Super Amibos 03 – Konami sem Claudinho, Kojima sem Buchecha, Sou eu assim sem você

Márcio, Johnny, Bonatti e Lucas discutem a polêmica capa da Batgirl, demo de FFXV no ebay, Nintendo nos smartphones, Kojima fora da Konami e muito mais no Super Amibos Cast.

DOWNLOAD DO PODCAST

Assine nossos feeds:
iTunes logo.fwFeed logo.fw

Você pode enviar um e-mail para superamibos@gmail.com ou nos fazer perguntas no ask.fm/superamibos

Acompanhe os bastidores da gravação do programa:

Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone
  • gustavo dias

    YEAAAA!!!!!!

  • gustavo dias

    Caras, pelo que eu li pelas interwebs, o Windows 10 será gratuito durante um ano para pessoas que possuem outros sistemas da Microsoft de forma legal assim como para aqueles que possuem sistemas piratas.

    • Victor Domiciano

      A Microsoft vem com vários acertos recentemente – verdadeira mudança foi o novo CEO da empresa – Satya Nadella.

      Na administração dele ele deu novo direcionamento na empresa como um todo:

      – o fim da guerra com a Apple (palavras dele mesmo);

      – abordagem de venda do Windows 10;

      – a nomeação do Phil Spencer e mudança na direção da divisão Xbox;

      – apps dela no Android e iOS

      – suporte a desenvolvimento multiplataforma

      É a unica forma dela sobreviver nesse mercado concorrido, viu que ficar fechada só na bolha do Windows será o fim dela.

      • A impressão que se dá é que a Microsoft hoje é a empresa interessante que a Apple foi há uns 5 anos atrás…

  • Victor Moura

    Olá, lindos!

    Só esclarecendo (ou não), a HQ “A Piada Mortal”, assim como “Cavaleiro das Trevas”, “Reino do Amanhã” e etc, não faz parte da cronologia oficial do Bátima, quando a DC lançou os Novos 52, ela não chegou a rebootar todos os seus gibis, a “batfamilia” seguiu a cronologia normal e só mudou algumas origens, mas continuou com 4 Robins por exemplo, continuando, nos Novos 52 dessa vez, foi admitido que os eventos de “A Piada Mortal” realmente aconteceram, e Barbara Gordon, a Batgirl, ficou paraplégica por 3 anos se não me engano e não lembro como ela voltou a andar.

    Sobre a censura da capa, realmente achei forte, mas essas edições de “mês de vilão”, assim como as mensais, tem capas alternativas, se alguém se ofendeu, comprasse outra capa, sou completamente contra não colocá-la em circulação, enfim deixo a pergunta quando o SAC será realmente lançado as segundas-feiras?

    • Verdade, eu acho que tinha ouvido o pessoal do Jovem Nerd falando exatamente isso quando gravaram um podcast sobre os Novos 52, valeu pelo toque.

      Sobre o dia de lançamento, será institucionalizado como 2ª feira quando o fogo no rabo do Márcio passar… hauhauahua

    • inominavel

      Mas qual o problema dele sair antes ????

      • Victor Moura

        Nenhum hue

    • Alisson André

      Espero que ele continue sendo lançado domingo a noite.

      • Márcio Barrios

        eu tbm

  • Felipe Pimentel

    Caras, sobre Final Fantasy XV…. o marketing da Square funcionou muito bem em mim (com um pequena ajuda da PSN BR, pq o preço que vcs falaram que estava mais baixo para o Type-0 era, na verdade, um erro… acho que no mesmo dia mais tarde, eles corrigiram pro assalto de R$230… nunca compraria nesse preço real xD).
    Eu nunca joguei os FF numerados… só joguei o Tactics do Advance e comprei o XIII-2 numa promoção da Live e nunca toquei nele… mas o que foi mostrado do FFXV anteriormente, me fez criar um interesse pelo jogo. Sendo assim, dei uma olhada em como era o Type-0 e achei que valeria a pena o investimento… joguei um pouquinho da demo e o primeiro capítulo do Type-0 e, pra minha surpresa, gostei do que vi… acho que a demo do FFXV mostra que o jogo tem muuuuuuuuito potencial mas precisa melhorar em algumas coisinhas… e o Type-0 só tem um problema na jogabilidade: a câmera (mas nada muito grave, acho que vai dar pra acostumar legal com ela).

    Agora, Hideus Kojima………. eu sou um fã novo de MGS (estou jogando todos antes do Phantom Pain… já tinha jogado parte do MGS1 mas deu ruim no meu save justamente antes da batalha contra Psycho Mantis e isso, aliado ao fato que eu só fui pegar um PS3 no ano passado, fez eu me afastar da série). Sempre admirei o Kojima como profissional por todas as kojimadas dele… aquele trailer do “I’M NUCLEAAAAAAAAR” me fez comprar o Legacy Collection no dia seguinte. E o PT fez eu me interessar pelo novo Silent Hills… se o Kojima sair da produção do Silent Hills, o The Phantom Pain vai marcar os últimos dinheiros que eu dou pra aquela empresa (a não ser que eles voltem a fazer bons Castlevanias 2D estilo SotN).

    • Putz, que saco de vacilos! Eu li sobre esse lance do preço errado e esqueci completamente na hora da gravação! Fuck!

      Sobre o Pires caindo… veja o vídeo, fica ainda melhor!

      • Felipe Pimentel

        Eu nem ia ver o vídeo mas quando o Bonatti perguntou se tava gravando, eu corri pro post de novo… xD

  • Kedlove

    Discussões sobre o filme de Gran Turismo, indústria porno, relatos de um jogador sério de the sims, acidentes ao vivo, cagação de regra, #foraKojima e mtu mais. Esse podcast foi o melhor projeto/podcast em anos. Parabéns para todos os envolvidos.

    • Isso que você nem colocou a queda do Pires na lista!

  • esse final do video foi foda demais!

  • Bruno Vox

    A explicação do Rafael Albuquerque foi muito rasa, pq o problema com a capa não ficou somente no contexto da HQ que ela seria impressa.

    A discussão foi além disso, se estendeu para todo o mercado. Muita já produzida foi “demonizada” pelo pessoal.

    Achei censura e da pior espécie.

  • DukeMagus

    Sobre a questão da capa da Batgirl:

    Primeiro: tem gente que diz que a DC que a versão original da capa era mais leve e a DC que apertou o conterrâneo para fazer mais “edgy”. Quando a bomba estourou eles saíram pela direita e deixaram o artista de bucha, recebendo as críticas sem interceder ou explicar que A DC CONTRATOU O ARTISTA E PEDIU PARA A OBRA SER FEITA, e ainda pagou de santa no final fingindo que bateu uma crise de consciência e tiraram a capa só porque o Rafael Albuquerque pediu com jeitinho.

    Segundo: Alan Moore falou abertamente que a Batgirl NÃO foi estuprada, o coringa também acabou deixando o Comissário Gordon nu e amarrado (toda idéia da série era o coringa torturar mentalmente o Gordon até ele enlouquecer). E em termos técnicos, um dos que pode realmente ter sido estuprado (o autor não negou, deixou no ar de propósito) no universo DC foi o Asa Noturna. Você não viu gente pedindo pra recolherem quadrinhos por causa disso.

    (se vocês querem uma capa que realment sugere que houve estupro, procurem a versão editada por Brent Cherry)

    Terceiro: capas ALTERNATIVAS são itens de colecionador, que muitas vezes não casam com o conteúdo da revista, não utilizam o autor costumeiro, mesmo estilo artístico ou mesmo tom. A capa normal continua aludindo à redução do personagem de ajudante do cavaleiro das trevas à luluzina teen.

    Quarto: o público da revista é Adolescente, e não infantil. Se eles não dão conta de saber que em algum lugar uma revista que eles não vão comprar possui a heroína rendida por um coringa que não usa pistola com bandeirinha de boom, é melhor regredir um pouco na classificação indicativa e ir pro Teen Titans Go.

    Em uma nota paralela, quando você muda o tom e abordagem do personagem, normalmente se adiciona um prefixo ou sufixo à nova série, coisa que não foi feita com a batgirl. Esse “erro” tem cheiro de medo de criar um personagem novo e ao invés disso socar o conceito no corpo de um que já existe para se aproveitar da popularidade. Péssimo movimento e ainda mais triste quando você vê uma heroína que já enfrentou grandes inimigos, como o próprio coringa ter como objetivo enfrentar inimigos ameaçadores como um nerdão do 4chan que publica “caiu na net.”

    • Rapaz, perturbadora essa capa do Brent Cherry!

      • DukeMagus

        Como eu disse, AQUELA capa seria digna do fuzuê que ocorreu.

  • Vinicius SS

    Cast bacana… gostei da discussão sobre a Nintendo. Mas uns pitacos aqui…

    Sobre início de geração ser lento… Na época do NES Mário 3 tinha uma equipe de 13 pessoas. Mario World empregou 40 pessoas. Agora vai ver quantas centenas de pessoas estão empregadas no próximo Assasin’s Creed. Acredito que raramente os consoles sairão com jogos godas por 2 motivos:

    * Tempo e recursos envolvidos;
    * Base instalada quase inexistente.

    Resumindo: é queimar dinheiro.

    Essa história da Nintendo não lucrar… Vamos com calma. Primeiro que ela raramente vendeu console subsidiado (salvo engano fez isso só com o Wii U). E ela não precisa pagar taxa e licenciamento em outras plataformas por ter sua própria plataforma. Ela não precisa ser a primeira do mercado. Precisa apenas encontrar o break-even-point. É o que ela vem tentando. Os amiibos por exemplo. A cadeia de produção só opera na capacidade que ela sabe que vai vender. Por isso que certos artigos da empresa ganham status de colecionador. Fora os ítens realmente feitos para colecionador os demais são simplesmente por restrições na cadeia.

    Ela acertou muito com o Wii e com o DS e talvez isso tenha enchido muito a bola deles (quem não ficaria?). Ela agora está entrando num regime de operação menor que a permita sobreviver.

    A única coisa que me emputece nessa “obrigação” da Nintendo ir pro mobile é: Só ela? Quer jogar Mário no celular ou Tablet? Ok. Mas eu também quero jogar os jogos da Naughty Dog (é uma merda de dispositivo pra isso mas essa nunca foi a discussão). O regime de exclusivo funciona assim. Quer jogar? Compra a plataforma. Não estou afirmando que ela não deva ir pro mobile. Deve. Mas só ela?

    E não, eu não sou nintendista seus putos 🙂

    Abraço,
    Vinicius

    • Márcio Barrios

      imagina se fosse nintendista ein ¬¬

  • Ae, boa. Só tá faltando um quadro tipo: “Notícia bizarra da semana” 😀

    • Márcio Barrios

      mas já tem o Giro do Teta no Hysteria hehehehe

      • não tem mais 😛

        Mas tem o papo de buteco de tempos em tempos (quando ficamos sem tema)

  • Dudley_o_Boxista

    Eu acho muito errado a Nintendo querer acabar com o Wii U com tão pouco tempo, eu realmente ficaria muito pé atrás com o próximo e jamais compraria no lançamento.